top of page

BOLETIM 1047 - DOUTRINA DOS BATISMOS

Nº 1047 ANO XX 17 a 23 de outubro de 2020


O termo “batismo” vem do original grego bapto, que significa “colocar dentro dê; submergir, mergulhar”, sendo então uma “ação dentro de algo”.

Quando então vem o escritor de Hebreus e nos apresenta um resumo dos fundamentos da fé cristã: “Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão de costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Pelo que, deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até a perfeição, não lançando de novo o fundamento do arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, e da doutrina dos batismos, e da imposição de mãos, e da ressurreição dos mortos, e do juízo eterno. E isso faremos, se Deus o permitir”. Hebreus 5:12-6:3.

Esse texto é tão rico que temos 3 módulos em nosso Curso Livre de Teologia que estudamos somente esses 6 versos, mas vou me ater à “doutrina dos batismos”.

Quando o apóstolo Paulo escrevendo aos Efésios 4:4-6 nos diz: “Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos, e em todos”.

Ao descrever “um só batismo”, Paulo não contradiz o escritor de Hebreus que nos apresenta: “doutrina dos batismos”, o que Paulo está nos ensinando é que “em Cristo Jesus”, “o ato físico”, nas águas, “Em O nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo”, esse só necessitamos passar uma vez, ou seja, àquele que foi batizado em uma denominação, quando por direção de Deus for para outra denominação, não precisa ficar se rebatizando.

Então, nos fica uma pergunta: “Quais batismos estava querendo dizer o escritor de hebreus?”

Numa pesquisa mais profunda, encontrei 7 batismos bíblicos, cristãos que se fazem necessário à nossa fé, divididos em 3 classes:

1ª classe – Batismo pré-Cristo

  1. Batismo no Arrependimento

2ª classe – Batismo em Cristo

  1. Batismo no Corpo de Cristo

3ª classe – Batismos pós Cristo

  1. Batismo nas Águas

  2. Batismo nas Nuvens

  3. Batismo no Espírito Santo

  4. Batismo no Fogo

  5. Batismo no Sofrimento

Tendo em vista que “batismo” vem da raiz da palavra “bapto”, e “bapto” é “colocar dentro dê:, então batismo no arrependimento é “mergulhado no arrependimento”, batismo no Espírito Santo é “mergulhando, colocado dentro do Espírito Santo”, batismo no fogo é “colocado dentro do fogo”, e assim por diante.

O batismo de arrependimento é o batismo de João, que veio preparar o caminho e endireitar as veredas, é o batismo que nos prepara para firmarmos o senhorio de Jesus, é o batismo que trabalha em nós, onde abrimos mão da nossa vontade para fazer a dEle.

O batismo no Corpo de Cristo é aquele que o próprio Deus nos liga no Corpo de Cristo, como Ele quer, assim como o corpo tem muitos membros, somos um só Corpo.

O batismo nas águas, é uma demonstração pública da decisão que tomamos por estabelecer Cristo Jesus como Senhor e Salvador da nossa vida, representa o novo nascimento.

Batismo na Nuvem: 1 Coríntios 10:2

Na época em que o povo hebreu saiu do Egito rumo à Terra Prometida, não tinham ainda a Bíblia, o grafo, não existia o canon bíblico, então eles eram guiados pela nuvem de Deus que se colocou sobre eles no deserto. Durante à noite uma coluna de fogo para os aquecer de um gélido clima da madrugada do deserto, e durante o dia uma coluna de fumaça que os protegia, estendia a Sombra do Onipotente e dava direção, eles, toda nação tinham que estar atento ao movimento, à direção que Deus dava através do movimento da nuvem. Hoje a nuvem representa a Palavra de Deus, a Bíblia, então temos que estar mergulhados na Palavra de Deus.

Quando a pessoa confessa Jesus como Senhor e Salvador de sua vida, ela já tem o Espírito Santo. Pois a Palavra de Deus nos afirma que ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor se não for pelo Espírito Santo, porém ainda não tem a plenitude, então ela precisa buscar o Espírito Santo, o revestimento, o enchimento, que vem através de uma vida de santidade, comprometimento e busca dEle, a terceira pessoa da Trindade Divina. Esse é o Batismo no Espírito Santo, mergulhado, colocado dentro do Espírito Santo.

Batismo no fogo, foi profetizado por João Batista: “E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; não sou digno de levar as suas sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. Em Sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará”. Mateus 3:11-12.

Batismo no fogo, é aquele que produz uma limpeza em nossa vida, onde Ele próprio, o nosso Senhor Jesus Cristo, queima toda “palha” que há em nós, tudo aquilo que O desagrada, pecados, mágoas, ira, iniquidade, transgressões.

Batismo no sofrimento – Marcos 10:32-45.

Estava chegando o momento de Jesus ir para a Cruz do Calvário, e num pedido ousado a mãe de Tiago e João (filhos de Zebedeu) fez um pedido ousado querendo que seus filhos se sentassem um à direita e outro à esquerda no Reino de Cristo, e Ele então respondeu: “Não sabeis o que pedis; podeis vós beber o cálice que eu bebo e ser batizados com o batismo com que Eu Sou batizado? E eles lhe disseram: Podemos. Jesus, porém, disse-lhes: Em verdade vós bebereis o cálice que eu beber e sereis batizados com o batismo com que eu sou batizado, mas o assentar-se à minha direita ou a minha esquerda não me pertence a mim concedê-lo, mas isso é para aqueles a quem está reservado”.

Jesus já havia passado pelas águas há mais de 3 anos, e que batismo é esse que Ele estava falando?

Ele estava citando o “batismo do sofrimento”, ou seja, mergulhado no sofrimento, que é o batismo que mortifica a sua vontade para fazer a vontade de Deus, que é o sofrimento que alinha sua vida com a vida de Deus. Tanto é que Jesus convida os 2 (Tiago e João), juntamente com Pedro para ir ao Getsêmani que foi esse o último batismo que Jesus Cristo passou que em grande amargura de alma clama: “Meu Pai, se é possível, passa de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres”. Mateus 26:39.

Jesus abriu mão da Sua vontade para fazer a vontade do Pai. Ele mortificou Sua alma no Getsêmani para que depois entregasse o Seu Corpo a morrer na Cruz do Calvário, depois desse batismo só tem a Cruz, mas depois da cruz vem a ressurreição.

Que o Espírito Santo de Deus possa ministrar ao seu coração essas tremendas verdades da Palavra de Deus e que você possa sempre estar no centro da vontade de Deus para sua vida!

Claayton Nantes


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page