top of page

Fazendo uma releitura


É comum principalmente depois de um ano atípico como o que tivemos em 2020, as pessoas rotular sua retrospectiva como “um ano difícil”; porém temos que tomar cuidado para não dimensionarmos os problemas e nem nomearmos os desafios que tivemos com murmuração ou praguejamento.

É bem verdade que ninguém estava preparado para viver o que vivemos, talvez não tenha saído do jeito que você tinha planejado, mas temos que agradecer a Deus em todo tempo, porque chegamos até aqui, não nos faltou nada e Ele nos sustentou.

Temos que fazer uma releitura dos momentos que vivemos.

Alguns, vendo de fora, podem chamar de problemas, mas, o que você chama de problema, Deus muitas vezes chama de “treinamento”.

O ataque de um leão e de um urso para muitos é um problema, um ataque absurdo, porém para Davi, foi um treinamento. Davi não definiu aquilo como dificuldade, ele entendeu que enfrentar leões e ursos era um treinamento de Deus, e porque ele foi aprovado no treinamento; quando chegou a hora de enfrentar o gigante, ele enxergou a oportunidade.

Golias tinha mais de 3,30 mts de altura, mas afinal esse é o tamanho do urso de pé; o rei Saul ainda lhe disse, o gigante filisteu é perito em guerra, nunca perdeu uma batalha, ele é homem forte – Davi logo imaginou, “não mais forte do que um leão que eu já venci!”

Ganhar o duelo com o gigante, foi a promoção de Davi das campinas do pastoreio para o palácio.


O nosso destino pode ser revelado, mas o caminho até lá jamais o será.

Deus mostra o destino, mas nunca revela o processo. O profeta Samuel já tinha ungido o filho de Jessé a rei de Israel, mas o que ele não sabia é que tirar a afronta do gigante Golias contra o exército de Israel, iria dar início há uma ferrenha perseguição do rei Saul e que ele teria que fugir para escapar com vida.

Mesmo ungido a rei, viveu como um criminoso, um fugitivo, escondido. Mas foi sob essa pressão que ele próprio treinou o melhor exército de Israel, na caverna de Adulão, com falidos, depressivos e angustiados. Davi mentoreou os “rejeitados”, endividados, sem perspectiva de um bom futuro.

Reinventar-se num período de crises e problemas, isso não é luta ou dificuldade, isso é habilidade, resiliência, isso é, encarar o desafio e aproveitar a oportunidade.

Não defina tudo como “luta, dificuldade, tempestade, problemas, ou, o fim”.

Servimos há um Deus que é o Criador, e em Seu atributo Ele compartilha conosco, nos capacita para criarmos, pois Ele mesmo nos afirma que ‘a luta não vem maior do que possamos suportar’, e por outro lado Sua Palavra nos garante que ‘todas as coisas cooperam para o bem dos que amam e servem a Deus”.

Mude seu discurso, não defina tudo como luta, identifique os “treinamentos” e as “oportunidades” que ele coloca em cada desafio.

Deus não é incoerente de nos colocar em uma situação, sem antes ter nos treinado para ela.

Então aproveite o treinamento, e mesmo diante da maior pressão da sua vida, levante um exército! Treine outras pessoas, leve-os a darem o seu melhor.

Quem te rotula pelo teu passado é satanás, mas Deus “chama à existência as coisas que não são como se fossem!”

Aprenda a extrair de cada experiência vivida o melhor aprendizado que contribua para levar os outros a um crescimento inimaginável.

Claayton Nantes

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page