top of page

BOLETIM 1227 - VIA DOLOROSA

Nº 1227   –   ANO XXIV     –     30/03     a     05/04      2024


O termo “Via Dolorosa” não aparece na Bíblia, porém, literalmente se refere ao trajeto de sofrimento que Jesus Cristo de Nazaré teve que atravessar antes de ser crucificado.

Foi o ‘caminho doloroso’ que teve início logo após a última ceia; onde nosso Senhor Jesus Cristo convidou Pedro, Tiago e João para O acompanharem até o Monte das Oliveiras em um local chamado “Getsêmani”.

Getsêmani no original da palavra significa “prensa de azeite”, local de esmagamento – “Gath Shêmen”; o esmagamento da azeitona para se extrair o puro azeite, sendo que o próprio Jesus foi a “azeitona” para sair a “UNÇÃO” – o Azeite; assim como o próprio salmista já tinha descrito no Salmo 128:3 – “A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos, como plantas de oliveira, à roda da tua mesa”.

Plantas de Oliveira – é a azeitona; à roda, significa o local onde se esmagava, prensava a azeitona para extrair o azeite.

Na poesia hebraica, tanto a oliveira como a videira, eram símbolos frequentes de frutificação. A metáfora da “mulher como uma videira” tinha muito valor no mundo rural daquela época. Uma videira frutífera era símbolo de prosperidade e abundância.

Ou seja, o salmista está escrevendo que “bem feliz, bem contente” – Bem-Aventurado é aquele que teme ao Senhor, e os seus filhos serão espremidos como uma azeitona, porém, com o propósito de sair AZEITE/UNÇÃO.

O azeite que tinha grande utilidade, pois servia para acender as lâmpadas no Templo, como também servia para alimentação, para remédio e até para limpeza; e Jesus vai como Filho de Deus ao Getsêmani, para ser espremido, esmagado em Sua alma; o que já havia sido profetizado pelo profeta Isaías: “Todavia, ao Senhor agradou o moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os dias, e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão”. Isaías 53:10

Deus agradou moê-lO porque através deste ato resgataria a humanidade.

Então Getsêmani significa “prensa de azeite”, ou seja, um jardim situado no monte das Oliveira onde Jesus foi orar. A pressão de Sua alma era tão grande e o peso espiritual, a atmosfera que o cercava a ponto dos três discípulos que O acompanharam adormecerem; e por 3 vezes Jesus convida-os a orar com Ele, mas não conseguiram. Jesus com os Seus olhos espirituais abertos pôde contemplar tudo que iria acontecer; chegando lá, começou a angustiar e entristecer. Começou Seu grande sofrimento, Sua grande tribulação, rogou por nós; mas tudo foi tão rápido, logo Judas chegou com soldados, oficiais dos principais sacerdotes e fariseus, beijou a face de Jesus, O entregando. Pedro tomou a espada e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita de Malco, Jesus faz uma perfeita cirurgia plástica imediata. Levam Jesus ao Sinédrio, Pedro nega Jesus. Conduzem Jesus perante Pilatos. Pilatos transfere ao povo a decisão, e a multidão pede a crucificação; Pilatos lava as mãos, ordena a flagelação de Jesus, os soldados despojam Jesus, O chicoteiam com tiras de couro múltiplas, com pedaços de pequenos ossos e bolinhas de chumbo nas pontas. Dois carrascos, um de cada lado golpeiam com violentas chibatadas e sua pele vai sendo dilacerada causando hemorragias; a cada golpe proferem escárnios e blasfêmias e ainda O coroam com uma coroa de espinhos; dando-lhe um pesado madeiro para carregar até o monte Calvário. Jesus caminha com os pés descalços pelas ruas de terreno irregular, cheias de pedregulhos. Os soldados o puxam com cordas, o percurso é cerca de 600 metros, e Jesus fatigado, arrasta um pé após o outro, frequentemente cai sobre os joelhos. Ao chegar, Ele paga o preço do nosso pecado – SE FEZ PECADO POR NÓS e foi crucificado, realmente foi uma VIA DOLOROSA por amor a nós!


Claayton Nantes

286 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page