top of page

BOLETIM 1191 - Dubai & Egito & Israel/2023

Nº 1191 – ANO XXIII – 22 a 28 de julho 2023


Gratidão é a palavra que resume nossa última experiência de viagem para o Oriente.

Saímos na madrugada de 05 para 06/07 destino à Dubai, uma cidade dos Emirados Árabes Unidos conhecida pelos shoppings de luxo, pela arquitetura ultramoderna e pela animada vida noturna. Burj Khalifa, uma torre de 830 metros de altura, domina a linha do horizonte repleta de arranha-céus. Na base, há a Fonte de Dubai, com jatos de água e luzes coreografados ao som de música.

Numa visão espiritual do nosso roteiro, Dubai representa como era a vida na potência mundial da época de Moisés no Egito. Luxo, glamour, ostentação, da qual fiz um paralelo, imaginando: “um povo que viveu gerações e gerações na ultramoderna cidade da época – Egito, ter que deixar tudo isso, sair do Egito e atravessar um deserto para ir à Canaã. Entre tantos pontos turísticos em Dubai passamos no The Point, fomos conhecer o único hotel 7 estrelas – Burj Al Arab, e também visitamos o maior edifício – Burj Khalifa, vimos o monumento da torre que tem a vista para cidade velha & cidade nova; passeamos no mercado do ouro & especiarias, e jantamos no tradicional passeio de barco no Marina Dubai, passamos pelo tradicional shopping – Dubai Moll onde pudemos ver o show das águas; concluindo nossa passagem em Dubai pelo fantástico passeio no deserto com 4X4 no Safari Dubai, onde tivemos um culto falando sobre a realidade de deixar a “metrópole”, luxo, glamour e ir para o deserto para “PRESTAR UM CULTO AO SENHOR!”, viajamos rumo ao Egito, onde tivemos o privilégio de ver as pirâmides e a esfinge de Gizé, passando na sequência numa região onde pudemos conferir como é a vida dos beduínos no deserto, e alguns passearam de camelo e pudemos imaginar como foi Moisés com o povo. O deserto local de encontro com Deus, local de esvaziamento, de ‘descontaminação’. Passamos também pelo Museu de Cairo, com uma riqueza de informações e conteúdo incrível da história da humanidade, e concluímos nossa visita no Egito passando pelo rio Nilo. Logo após atravessamos o Túnel de Suez que faz fronteira dentro do próprio Egito do continente Africano para o Egito do continente Asiático; logo após o túnel contemplamos o local onde Deus deu a Moisés 12 fontes de água (uma para cada tribo), e local onde começaram a receber o Maná dos céus, e atravessamos o Mar Vermelho, onde tivemos o privilégio de viver um “oásis no deserto”, com um maravilhoso hotel no Egito. Encerramos nossa passagem pelo Egito com a tremenda e desafiadora experiência de subir o Monte Sinai. Grande o desafio, pois além de 2.285 metros de altura, conta com mais de 4 mil degraus, sendo os 100 últimos mais difíceis, pelo cansaço e por ser muito íngreme. Já com o auxílio de lanternas chegamos ao topo do Sinai, onde muitos nos emocionamos de poder contemplar o local e a vista que Moisés teve na experiência onde o Senhor revelou a lei, entregou os 10 mandamentos, e um grande desafio a descida durante a madrugada com auxílio de lanternas. Retornamos ao hotel Sharm Sheik para nos preparar para seguir viagem e atravessar a fronteira Egito & Israel, passando pelo Golfo de Ágaba, chegamos ao Park Timna, onde pudemos contemplar a réplica do Tabernáculo de Moisés, que espetáculo poder conferir tudo em tamanho real do que Deus revelou à Moisés.

Em Israel, “sem palavras”, a atmosfera é outra, o clima, a unção, a presença de Deus é manifesta. Tivemos o privilégio de através o Mar da Galiléia, rio de Tiberíades que foi cenário de muitos e muitos milagres de Jesus. Fizemos uma linda celebração de Casamento nas Bodas de Caná da Galiléia e a renovação de votos dos casais presentes, onde pudemos contemplar a talha onde foi o milagre da água feita em vinho. Passamos no Monte Carmelo onde tivemos a ministração de todas as ocorrências bíblicas do período de Débora; Elias, e pudemos ver também o território onde será a batalha do armagedon. Que experiência gloriosa ao visitar o Nazareth Village, uma réplica do período dos evangelhos, onde pudemos conferir como era a vida nos tempos de Jesus, tenho uma explicação como era a colheita, o pastoreio, o oleiro, a prensa das azeitonas, o lagar do vinho e uma sinagoga. Passamos pelo local onde Jesus tem um encontro com Pedro após Sua ressurreição e lhe questiona: Tu me amas? Então apascenta – Tabgha – local do primado de Pedro. Estivemos em Cafarnaum conferindo regiões por onde Jesus passou, a Sinagoga de Cafarnaum, a casa de Pedro onde o Senhor curou sua sogra; e também em Magdala – cidade de Maria Madalena. Monte das Bem-Aventuranças onde houve o ensinamento do Senhor do Sermão da Montanha, e fomos ao Jordão – Yardenit, onde 10 vidas passaram pelo batismo, numa confissão pública de fé, e os demais fizeram os 7 mergulhos de Naamã com a bandeira brasileira profetizando a purificação de toda “lepra”. Que alegria passar na Fonte de Harode onde Deus capacitou Gideão para separar os 300 com os quais venceu a batalha. Almoçamos em Qumran, local onde foi encontrado os pergaminhos do Mar Morto, o maior achado arqueológico de todos os tempos, onde encontraram cópias dos livros em pergaminhos da época de Jesus de todo Antigo Testamento (com exceção do livro de Ester). Tivemos a oportunidade de conferir o cumprimento das profecias de Ezequiel no Mar Morto (que está secando e águas doces tem curado as águas salgadas) através do fenômeno de “bolaines”. E que emoção entrar em Jerusalém e passar pelo Monte Scopus. E passar pelas “PORTAS DE JERUSALÉM” (da cidade velha: Damasco; porta do rei Herodes ou porta das flores; Porta Dourada; Portão de Jaffa; Porta do Monturo (do lixo ou esterco); Porta dos leões (antiga Porta das ovelhas); Porta de Sião; Monte das Oliveiras; Getsêmani; Basílica da Agonia de Jesus; Cenáculo; túmulo de Davi; Cidade de Davi; Túnel de Ezequias e Túnel Cananeu; Tanque de Siloé; Tanque de Bethesda; Muro das Lamentações e o Instituto do Templo que tem preparado todos os utensílios do novo templo. Sinagoga Judaica; e a conclusão da nossa viagem – JARDIM DA TUMBA DE JESUS onde pudemos conferir que O TÚMULO ESTÁ VAZIO, mas o TRONO ESTÁ OCUPADO.

Não temos palavras para agradecer; agradecer a Deus; a cada um da caravana e a você que orou, intercedeu e segurou as cordas. LOUVADO SEJA O SENHOR!


Claayton Nantes

216 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo

3 comentários


Glória a Deus!

Curtir

Erik Markoski
Erik Markoski
21 de jul. de 2023

Falar sobre esta viagem pra mim tem a ver com uma restauração espiritual, foi algo surreal, além de contemplar os locais por onde o mestre Jesus passou a ficar maravilhado em ver o quanto ele andava…

O calor foi um capítulo à parte, mas cada dia recompensado por uma benção diferente. Louvo a Deus pela oportunidade, pela companhia de cada um presente, pela vida do Ap Claayton e Leyff e pelos guias.

Sou grato a Deus pela experiência espiritual que me concedeu, principalmente no Cenáculo, local da última ceia do Senhor!

Israel fica em meu coração com portas abertas para outros retornos.

No túmulo de Jesus apenas o óbvio, está vazio pois Ele ressuscitou!
Vazio está, Ele ressuscitou!

Curtir

Alê MaisEle
Alê MaisEle
21 de jul. de 2023

É indescritível à unção q encontramos em Israel 🇮🇱 É algo sobrenatural. No monte carmelo, mar da Galileia, Getsêman, jardim do túmulo, túmulo de Davi.

E o q dizer do muro das lamentações, é um download direto com Deus. E ainda tivemos o privilegio de renovar nossas alianças. EnfiM tudo foi maravilhoso, e encerro com a palavra gratidão

Curtir
bottom of page