top of page

BOLETIM 1116 - Em busca do melhor de Deus

Nº 1116 – ANO XXII – 12 a 18 de fevereiro de 2022


Não é novidade para ninguém que nossa geração vive a maior “CRISE DE RELACIONAMENTOS” da história!

Porém essa já é consequência de problemas na base, na estrutura, no alicerce, enfim, no fundamento, ou seja, é reflexo de uma crise de identidade pessoal. O ser humano perdeu sua identidade, e muitos partem para um relacionamento como a solução de suas frustrações, crises pessoais, insatisfações ou até achando que o outro vai “completá-lo”, naquilo que ele já está mal resolvido; então, já entra no relacionamento com a motivação errada.

Ninguém deveria se casar até estar seguro de si mesmo, independente, bem-sucedido consigo mesmo! Até que você seja uma pessoa distinta, solteira, única e inteira, realmente você não está preparado para casar!

O casamento não é a solução para os seus problemas de identidade, auto-estima, segurança, rejeição, insatisfação, frustração, etc. Você somente está pronto para o casamento quando estiver totalmente realizado em Deus.

Nossa sociedade perdeu o referencial de “casamento feliz”, e partem para um relacionamento com o propósito de ser feliz, se realizar e que o outro resolva todos os traumas, frustrações e crises emocionais e sentimentais que a pessoa passa, só que se esquece que o “outro/outra”, também tem seus traumas, crises e conflitos sentimentais, conclusão: o lar se torna um ringue de uma disputa acirrada para ver quem golpeia melhor.

Primeiro a pessoa precisa estar bem consigo mesma antes de estar bem com o outro; precisa, primeiro ‘AMAR-SE A SI MESMA’ para depois amar ao próximo: “Disse Jesus – o segundo mandamento, semelhante a este, é: AMARÁS O TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO”. Mateus 22:39

O amor ao próximo não pode ser nem mais, e nem menos do que ‘A TI MESMO’, tem muitas pessoas amando mais ao próximo do que a si mesmo, não se valoriza, não se respeita, não se ama, porém ama demasiadamente um namorado (a), um noivo (a), um esposo (a); e aí se esse relacionamento acabar, acha que a única saída para a vida é se matar. Por que isso está ocorrendo cada vez mais? Porque as pessoas estão amando ‘ao próximo’ mais do que a si mesmo. E o inverso também é muito prejudicial: “amar-se demasiadamente mais do que ao próximo”. Se torna um narcisista.

O narcisismo é um transtorno psicológico caracterizado por uma supervalorização de si próprio, necessidade de reconhecimento e desvalorização dos demais. Essas características podem ser consideradas normais e até mesmo esperadas em adolescentes, porém deveriam diminuir na vida adulta, porém, o problema é que levam esse temperamento para “vida a dois”, querendo edificar uma vida a dois mas não abrindo mão de manter um “senso inflado de sua própria importância e uma profunda necessidade de superioridade, de aceitação e reconhecimento elevado de tudo o que faz, ou seja, o narcisista só pensa em si mesmo e nunca no próximo.

Há uma necessidade de cura emocional antes de partir para um relacionamento. Há uma necessidade de realização pessoal antes de ter a realização conjugal.

Quem disse que para ser feliz, precisa ser casado?

Quem disse que para ser completo, precisa ter um cônjuge?

Quem disse que “o melhor de Deus para sua vida” é o casamento?

Paulo rasga o seu coração e aconselha a igreja de Corinto dizendo: “Ora, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada um tenha o seu próprio marido... Porque quereria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom”. 1 Coríntios 7:1-7... “O solteiro cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor; mas o que é casado cuida das coisas do mundo, em como há de agradar à mulher”. 1 Coríntios 7:32-33.

Passar da vida de solteiro para a vida de casado é um passo muito importante, e para isso precisa ser uma decisão consciente das responsabilidades, do papel de cada um e ver se está disposto a “cumprir o seu papel no relacionamento”.

Usa-se muito hoje o termo “ENCALHADO”, mas temos que ter a certeza que “encalhado não é quem está solteiro, mas sim quem casou errado!”, então pense bem, e busque “O MELHOR DE DEUS PARA SUA VIDA”.


Claayton Nantes

65 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 Comments


gomes.iedamaria
gomes.iedamaria
Feb 12, 2022

Excelente reflexão, realmente tenho percebido dentro do consultório e fora dele essa crise. E com pesar constatando pouca ou nenhuma diferença entre casais cristãos e os demais... Sinal dos tempos?

Like
Claayton Nantes
Claayton Nantes
Feb 15, 2022
Replying to

triste realidade - realmente, creio que aponta para o final dos tempos sim, o narcisismo aumentando cada vez mais, e o "amor de muitos se esfriando".


Like
bottom of page