top of page

BOLETIM 1040 - O que será da sua eternidade?

Nº 1040 ANO XX 30/08 a 05/09 de 2020


Atualmente estamos observando a dualidade sendo exposta, e a sociedade escolhendo qual lado militar, na definição de dois lados opostos que vamos chamar de “filhos da luz” e os “filhos das trevas”.

É notório que os “filhos da luz” tem sofrido uma espécie de discriminação, os colocando numa situação moral de inferioridade em relação ao adversário, ainda mais diante de maus testemunhos, dos quais, a sociedade sempre generalizou aqueles que são “servos de Deus”.

Os “bons” tem sido mantido reféns por parte de ímpios e por aqueles que os auxiliam, seja por interesses próprios, conveniência, ou até mesmo, medo!

A humanidade sempre foi conhecida pelos seus frutos, que a cada dia fica mais claro “os descendentes da mulher”, e “os descendentes da serpente”.

Em todo ofício, seja ele religioso ou secular temos os “bons” e os “maus”; os “verdadeiros” e os “falsos”, e muitos não conseguem compreender e distinguir a diferença. Mas temos que entender que antes de um cargo, posição, título ou ministério, todos são seres humanos.

E o ser humano é passivo de falhas, fraquezas, erros e pecados.

Existe o bom gerente, e o mau gerente; o bom médico e o sanguinário; o correto e o corrupto; o bom profissional e o péssimo; o bom pedreiro e o tratante; mas Deus não nos colocou na posição de juízes para julgar a ninguém. Porém, Ele é o Justo juiz, que muito além de julgar os feitos, julgará a motivação, intenção de coração com que cada coisa foi feita.

Existem pastores leais que cuidam do rebanho de Cristo, mas existem aqueles mercenários infiéis que buscam dispersar o rebanho e entregar as ovelhas para serem devoradas pelos lobos raivosos. Não é surpreendente que estes mercenários sejam aliados dos filhos das trevas e odeiem os filhos da luz.

A nível geral, nossa sociedade tem sido definida por aqueles que querem demolir a família, a nação, explorar trabalhadores, fomentar divisões internas e guerras, na luta pelo poder. Assim como existem aqueles que procuram ser honestos, formar uma família, se dedicarem ao trabalho, lutam pelo crescimento e prosperidade da nação, ajudam os necessitados e defendem a obediência à Lei de Deus para estabelecer o Reino dos céus.

Infelizmente muitos tem lucrado com a dissolução da ordem social, batalhando para construir um mundo sem liberdade.

Estamos diante de uma realidade, onde líderes influentes querem dominar o mundo expulsando Deus dos tribunais, das escolas, das famílias, dos hospitais e talvez até das igrejas.

A forma mais eficaz de podermos combater isso tudo é através da oração e do jejum. A unidade dos “filhos da luz” para poderem fazer as suas vozes serem ouvidas e juntos possamos estabelecer o Reino de Deus.

A ‘voz que clama no deserto’, precisa ser clara e não pode se calar.

O apóstolo Paulo escrevendo aos irmãos de Corinto sobre a ressurreição afirmou: “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens”. 1 Coríntios 15:19

A questão não é nem o juízo terreno, que diante de Deus são trapos de imundícia, mas sim, com que nos encontraremos quando deixarmos esta vida?

Só existem 2 destinos – céu ou inferno; Deus ou satanás; e assim que fechamos nossos olhos aqui nesta terra, vamos para a eternidade.

Passamos por essa terra para decidirmos onde vamos passar a eternidade.

Muitos estão negligenciando a vida após a morte, e estão preocupados só nas coisas passageiras desta terra; se esquecendo que antes de entrarmos na eternidade ou passaremos pelo “Trono Branco” ou pelo “Tribunal de Cristo”.

Após o arrebatamento da Igreja, compareceremos diante do “Tribunal de Cristo” – “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal”. 2 Coríntios 5:10.

No Tribunal de Cristo só estarão os salvos, pois não será para julgar pecados, mas sim para colocar as obras à prova no fogo. Não será para condenar, mas sim para recompensa, entrega dos galardões.

A salvação é pelas obras, mas o cristão pratica boas obras não para ser salvo, mas porque é salvo então pratica obras de fé.

Tudo aquilo que passar pelo fogo e subsistir, será depurado – “ouro, prata, pedras preciosas”, mas tudo que passar pelo fogo será julgado como madeira, feno e palha que se dissipam diante do fogo, porém a pessoa, será salva, como que pelo fogo.

Já, a pessoa ao comparecer diante do Trono Branco, aí será para juízo, e juízo final.

O apóstolo João nos registra no Apocalipse: “E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros. E abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras. E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte. E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo”. Apocalipse 20:11-15.

No Tribunal de Cristo, onde a Igreja passará – três são os materiais representados como “sendo aprovados por Deus”, e três como “sendo reprovados por Deus”.

Ouro – representa a glória de Deus. O ouro realmente é tudo o que exclusivamente glorifica a Deus. 1 Coríntios 3:12; Êxodo 37:7; Êxodo 40:34-38; Hebreus 9:5.

Prata – Representa “resgate” no Antigo Testamento. Êxodo 26:19. Podemos entender o empenho por resgatar vidas do pecado, salvação para os que perecem.

Pedras Preciosas – Êxodo 28:17-20. O Sumo Sacerdote fazia uso de um peitoral com pedras preciosas, também o urim e tumim.

Podemos entender que as ‘pedras preciosas’ estão relacionadas à direção do Espírito Santo e a Doutrina Bíblica. 1 Timóteo 4:16; João 15:4-16.

Já as obras reprovadas por Deus:

Madeira – representa um material de pouca duração em relação ao ouro, prata e pedras preciosas e ao valor delas. Mateus 3:10. A madeira é uma figura daquilo que é feito com interesses humanos, de natureza humana, que glorifica a si mesmo. Lucas 6:34-36.

Feno – 1 Coríntios 3:12. O feno é erva seca, comida de animais. Daniel 4:23. Representa o resultado do trabalho na carne, com mundanismo e vaidade humana. 1 Coríntios 2:14; 1 Coríntios 3:1.

Palha – A palha é sem valor, casca vazia do grão. Salmo 1:4; a palha representa a falta de estabilidade espiritual. 1 Reis 18:20.

O texto nos diz que o nosso feito para Deus, um dia perante o Tribunal de Cristo, será provado pelo fogo da santidade de Deus e dependendo do material que usamos ao longo de nossa trajetória aqui no mundo, se queimará ou será manifesta.

Ainda em questão de recompensa dos salvos, a Bíblia nos traz 5 tipos de coroas: Coroa da vida (Tiago 1:12; Apocalipse 2:10); coroa da justiça. (2 Timóteo 4:8); coroa de Glória (1 Pedro 5:3-4); Coroa incorruptível (1 Coríntios 9:25); Coroa de exultação (Filipenses 4:1-3).

Já o ímpio vai direto para o Trono Branco – Juízo Final. A Bíblia fala deste terrível e tremendo dia. Apocalipse 20:11-15. É a grande representação do poder infinito de Deus, e a representação temível da justiça implacável de Deus revelada à humanidade que em vida rejeitaram a salvação e o perdão de Deus, e não haverá lugar ali para os que em vida creram em Jesus. Até mesmo aqueles cujas obras se queimaram perante o Tribunal de Cristo, não terão lugar diante do Trono Branco. (... serão, salvos todavia como que pelo fogo).

Este julgamento já foi determinado pelo Senhor e se dará pelo Senhor Jesus Cristo. Atos 17:31.

Será individual. Apocalipse 20:13 e será para os ímpios e pecadores. Apocalipse 20:14.

Neste julgamento estarão: a Bíblia (João 12:47-48); e também o Livro das Obras. (Apocalipse 20:12; Daniel 7:10); e o Livro da Vida (Apocalipse 20:12,15; Lucas 20:10).

Neste grande e temível dia, não haverá salvação, mas sim condenação eterna, e o resultado desta condenação será justamente o lançamento destes réus no lago de fogo e enxofre descrito em Apocalipse 20:15.

Que possamos ser achados prontos quando a trombeta soar, vigilantes e fiéis diante do Senhor.

“E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo”. Apocalipse 20:15.

Claayton Nantes


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page