top of page

BOLETIM 1197 - Torre Forte – 23 anos onde tenho sido abençoado!

Atualizado: 8 de set. de 2023

Nº 1197 – ANO XXIII – 02 a 08 de setembro 2023


Já dizia o sábio rei Salomão: “Torre Forte é o nome do Senhor; para ela correrá o justo e estará em alto retiro”. Provérbios 18:10 ARC

Louvamos e agradecemos a Deus por esses vinte e três anos de ministério, atividade intensa. É impossível dimensionar a abrangência e desdobramentos do alcance e frutos que tivemos até aqui, porém, podemos afirmar como o apóstolo Paulo: “Pelo que não fui desobediente à visão celestial que recebi do Senhor”. (Atos 26:19).

Há alguns anos decidi conduzir as ministrações de forma expositiva e cronológica e isso tem nos possibilitado estudar todo o Antigo Testamento versículo por versículo. Começamos com Moisés, estudando o Pentateuco, depois fomos para o ano de Josué, logo após, Juízes, (onde estudamos os 13 juízes de Israel com todos os seus feitos), entrando na vida do último juiz e profeta – Samuel, o qual nos introduziu o período monarca de Israel – reino unido – Saul, Davi e Salomão; e logo após, estivemos estudando o reino do Norte com Elias & Eliseu, depois Isaías, Miquéias, Naum, Jeremias e Sofonias no reino do Sul, depois o cativeiro babilônico onde estudamos Daniel, Habacuque, Joel e Ezequiel, e neste ano estudando o livro de Neemias, do qual já estudamos Esdras, Ageu, Zacarias, Malaquias e Ester, mas o que dizer desses estudos desta ano? Que riqueza e que maravilha podermos ver como são atuais as mensagens que pudemos extrair de cada um desses livros, e principalmente de Neemias. Um chamado que surgiu através de um problema, através de uma notícia que ele ouviu a situação que estava passando Jerusalém e colocou em oração. Ao falar com o rei Artaxerxes, este o enviou para lá, com cartas, além de financiar toda a obra.

É fascinante entendermos a situação dos reparos de cada porta, e vermos o que cada uma delas tem de profético para nós, e agora, estarmos estudando as estratégias que Neemias aplicou diante da resistência e oposição dos inimigos.

Infelizmente muitas igrejas já não usam mais a Palavra de Deus, já não pregam mais a Bíblia, os cultos têm sido mais ‘autoajuda’, ou palestras motivacionais do que sermões bíblicos, mas a Igreja é a Agência de Deus na Terra para ministrar, ensinar e aplicar a verdade da Palavra de Deus e contribuir para estabelecer o Reino de Deus na Terra.

A Palavra é eterna, pode passar os céus e a terra, mas as palavras do Senhor não passarão. É hora de restaurarmos o culto ao Senhor, e culto é veneração, culto é entrega, adoração, louvor! O que diferencia o culto de uma palestra é justamente o que está sendo ministrado, e quando o altar não se tem a Palavra de Deus, não passa de uma palestra, pois, a Palavra de Deus que é viva e eficaz, mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, penetrando até a divisão da alma e do espírito, das juntas e medulas, apta para discernir pensamentos e intenções do coração.

A Palavra é a Semente. A Palavra é a vontade de Deus, é o Logos, é nossa regra de fé e prática. É a Palavra que transforma, é a palavra que dá vida e vida com abundância. Muitos não se interessam mais pela verdade da Palavra de Deus, mas somente quando é resgatado o espaço da Palavra de Deus que o avivamento vem. Avivamento sem PALAVRA é ‘vento’, movimento, é passageiro. Mas um AVIVAMENTO ATRAVÉS DA PALAVRA, transforma, liberta, restaura e vivifica a vida das pessoas. Neemias e Esdras nos ensina exatamente isso, quando a Palavra de Deus foi lida, e o povo deu total atenção, houve um quebrantamento, um arrependimento e começaram as mudanças e o povo começou a voltar-se para Deus. A única esperança para o mundo é um avivamento genuíno, se nos voltarmos à Palavra de Deus, há esperança para essa nossa geração.


Claayton Nantes

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Коментарі


bottom of page