top of page

BOLETIM 1236 - A BENÇÃO DO VOLUNTARIADO

Nº 1236     –     ANO XXIV   –   01   a   07   de   junho     2024


Voluntário é a arte de dar, se entregar para servir. Um serviço espontâneo que a pessoa através de atitudes decide doar de si em bem ao próximo.

Interessante que nosso Senhor Jesus Cristo quando presenciou seus discípulos brigando acerca de qual deles seria o maior e mais amado nos deixou essa tremenda lição: “Entre vós não deve ser assim: Quem quiser ser o maior entre vós seja aquele que vos serve, e quem quiser ser o primeiro entre vós, seja vosso escravo, bem como o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e para dar a sua vida em resgate de muitos”. Mateus 20:26-28.

Louvo a Deus pelo time ministerial que temos em Torre Forte, pois são heróis voluntários que não medem esforços para se entregar e se doar por uma visão, e para ver o bem-estar do próximo!

Temos uma comunidade de voluntários, dedicando os talentos e paixões concedidos pelo Senhor para realizar o Plano Redentor de Deus.

ISSO É IGREJA – homens e mulheres que oferecem seu coração, sua paixão e seus talentos para atender às gigantescas necessidades que nos rodeiam.

Servir aos outros é uma das experiências mais preciosas da vida, por isso o fazemos com competência e responsabilidade.

Com essa visão, nossa Igreja tem muitos e muitos ministérios em muitas áreas de atuação, e aos que estão somando conosco agora, minha sugestão é ‘encontre o lugar em que você melhor se encaixa como voluntário, arregace as mangas e use os seus talentos para descobrir qual é a sua paixão e permaneça cheio de energia ao longo da árdua tarefa.

Diante das catástrofes e adversidades da vida, chega o momento que não conseguimos pregar com palavras, mas podemos pregar com atitudes, permitindo que o evangelho caminhe através de nós por este mundo de tantas carências.

Precisamos sair do “banco de reserva”, entrar em campo e ter uma vida de grande significado para o Reino de Deus.

Cada um de nós somos um ministro, Jesus nos nivelou e nos fez ‘reis e sacerdotes’.

A obra do Senhor se faz pela colaboração de outras pessoas. Temos que nos colocar na posição de Jesus e refletirmos: “O que Jesus faria se Ele estivesse aqui em nossos dias?” Por isso quando Paulo escreveu a carta aos irmãos de Colossos declarou: “Cristo em vós esperança da glória”. (Cl.1:27-29).

Já ao escrever aos irmãos de Éfeso declarou: “Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou antes para nós as praticarmos”. Efésios 2:10

Muitas pessoas procuram alegria e satisfação em tantas coisas e não acham, e quando proporcionam um bem ao próximo, por mais desgaste e cansaço que ficam, sentem prazer e satisfação de terem sido úteis. Ter a oportunidade de capacitar e desenvolver os dons, talentos e servir, nos fortalece, renova e satisfaz. Ver no rosto do próximo a alegria e gratidão pelo socorro prestado não tem preço, além da grande verdade escrita em 2 Crônicas 15:7 – “Todavia, sede fortes e confiantes, e não desfaleçam as vossas mãos, porque a vossa obra tem uma recompensa”.

Claayton Nantes

 

Com essa visão que gostaríamos de convidá-los para uma noite SUPER ESPECIAL – Culto de Clamor e Testemunho com os voluntários, igrejas, empresários e membros que deram seu apoio às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul no dia 10/06/2024 às 19h30m, CONVIDE O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS, teremos depoimentos de pessoas que sobreviveram às enchentes e pessoas que estiveram lá no socorro e no auxílio pós catástrofe:

 


51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page