top of page

Boletim 1195 - Nossas PORTAS precisam de reparo

Nº 1195 – ANO XXIII – 19 a 25 de agosto 2023


A Palavra de Deus é fascinante! É impressionante como um versículo tem tanta riqueza e podemos explorá-lo inesgotavelmente; assim tem sido o estudo da restauração das portas de Jerusalém com Neemias. Num prisma espiritual, nós somos a “Jerusalém de hoje”, e os 5 sentidos são as portas e janelas de entradas da alma que precisam de reparo. Neemias restaurou 12 portas quando saiu de Susã e foi para Jerusalém, e quero resumir e sintetizar o sentido dessa restauração.

1ª A PORTA DAS OVELHAS – também conhecida como Porta do Gado que é a atual PORTA DO LEÃO; por ela levavam os animais para serem imolados em sacrifício a Deus nas festas sagradas, as santas convocações; essa porta aponta para consagração, renúncia e sacrifício. Aquele que quiser seguir a Cristo, tome sobre si a sua cruz, negue-se a si mesmo e siga-O. É a porta que aponta para restaurar o sacerdócio. (interessante que a primeira vinda, Jesus veio como Cordeiro, mas Ele voltará como o Verdadeiro Leão da Tribo de Judá).

2ª A PORTA DO PEIXE – que é a atual Porta de Damasco, é a porta que aponta para crescimento, expansão, movimento, reprodução e multiplicação. A PALAVRA PEIXE NO GREGO é ICTUS, e Ictus é uma palavra cujas iniciais no grego foram a frase: JESUS CRISTO, FILHO DE DEUS – SALVADOR. ICTUS – PEIXE. Ictus fala de evangelismo, missões. (foi por esta porta que Jesus saiu para ser crucificado).

3ª A PORTA VELHA – ou também a porta da esquina, ou a porta da velha, que é a atual Porta de Jaffa, ou a porta da antiga – a velha cidade, que aponta para tradições, valores, “não remova os marcos antigos”. Rever os valores espirituais que largamos para trás. Pela tradição acredita-se que foi edificada nos dias de Melquisedeque, quando era rei de Salém, por isso – a ANTIGA CIDADE.

4ª A PORTA DO VALE – durante a vida todos passam por montanhas e vales, e há muitos vales que deixam marcas. Momentos de depressão e angústias. A porta do vale leva esse nome porque ficava diante do Vale de Hinom, que ficou conhecido como um vale de demônios, mas restaurar essa porta é ter a certeza e convicção e as portas do inferno não prevalecerão contra nós.

5ª A PORTA DO MONTURO – ou porta do lixo, resíduos ou porta do esterco – uma porta que só era para saída, ninguém entrava por ela. Assim deve ser nossa vida, não devemos entrar lixo, mas jogar fora tudo que não serve, que está estragado ou mesmo dejetos.

6ª A PORTA DA FONTE – por essa porta que dava acesso à “fonte de Siloé”, ou ‘tanque de Siloé’, por onde as pessoas que iam ao templo se lavavam para prestar um sacrifício aceitável ao Senhor. Essa fonte é Cristo, é a Palavra, é a Fonte que nos limpa, que nos lava, que nos purifica – “vós já estais limpos pela Palavra que vos tenho falado”.

7ª A PORTA DAS ÁGUAS – essa água que aponta para saciar a sede, que é a representação do Espírito Santo de Deus; assim como Jesus disse, que quem nEle crer, do seu interior fluirão rios de águas vivas.

8ª A PORTA DOS CAVALOS – é a porta que ficava na quina do muro, aponta para soldados, guardas; fala de segurança; de proteção; fala de intimidade; fala de autoridade; fala de acessibilidade; e é interessante que as cidades antigas não tinham tantas portas; então esta porta fala de batalha; força e coragem.

9ª A PORTA DE MIFCADE – ou ainda porta da guarda - era nessa porta que o rei, o capitão, comandante vinha para dar instruções aos guardas – uma porta que aponta para batalha espiritual; Guardar, vigiar, proteger. Nela permaneciam as sentinelas, os vigilantes que observavam a parte externa da cidade para de longe perceberem a aproximação do inimigo. É uma das mais importantes portas, porque se ela não estivesse bem fixada e se as sentinelas não estivessem muito atentas à movimentação exterior da cidade, Jerusalém estaria vulnerável, estaria exposta ao ataque dos inimigos. É muito importante lembrar que ela ficava nas proximidades do templo e do palácio; porque os dois edifícios mais importantes de Jerusalém, era o Templo e o palácio do rei, eram os edifícios que eram primordialmente protegidos numa situação de guerra

10ª A PORTA DO CÁRCERE – também chamada de Porta da Prisão, ou Porta do Pátio; esta porta representa que fomos livres da opressão, das cadeias e prisões espirituais. Essa porta fala da nossa liberdade definitiva em Cristo Jesus; libertação do pecado.

11ª A PORTA DE EFRAIM – porção dobrada; herança; direito de filhos e filiação; fala de adoção – aponta para nossa posição com Deus, através de Cristo Jesus que fomos feitos filhos, e filhos com direito de primogenitura – porção dobrada.

12ª A PORTA ORIENTAL – ou Porta Dourada – Golden Gate, ou Porta de Susã, ou Portão Leste, ou Porta de misericórdia. Essa era a porta que dava acesso direto ao Templo, à parte do Santo dos santos, é uma porta profética, pois a profecia nos garante que Jesus – Yeshua Hamashiah irá passar por ela. Ela era conhecida como porta dourada, porque a alvenaria e o fechamento que foi utilizando naquela porta é amarelada, e diante do oriente, a nascente do sol, quando o sol nasce, e bate, fica parecendo que a porta é dourada, por isso é assim chamada a porta oriental. Ela está fechada (lacrada, cimentada), como nos diz a profecia; mas só será aberta quando Jesus voltar a esta terra, Ele passará por ela para cumprir todas as coisas!


Claayton Nantes

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Komentar


bottom of page