top of page

BOLETIM 1103 - ANO DE ISAÍAS – “Renovados como a águia”

Nº 1103 – ANO XXI– 13 a 19 de novembro de2021


Chegamos a mais uma convenção da ALIANÇA APOSTÓLICA MISSIONÁRIA – conferência essa que acontece todos os anos no mês de novembro, e que realmente é um renovo e uma reciclagem ministerial para pastores, líderes, evangelistas, missionários e membros.

Esse ano, estudamos expositivamente a vida e o livro do profeta Isaías, um livro super atual, um profeta que viveu muito além da sua geração, um homem que durante sua vida não foi reconhecido como profeta e não foi aceito pela sociedade, pois as revelações que Deus lhe dava eram sempre para um tempo muito além do que ele estava vivendo.

Isaías era o único profeta que tinha o título de nobreza. Isaías não tinha ascendência do plantio, vaqueiro, agricultor, plantador, não – ele já vinha de linhagem monarca, consequentemente linhagem de Davi. Já tinha ascendência do palácio – ele era neto do rei Joás. Joás, que era o filho de Atália com Jeorão e depois Joás cresceu, casou-se e teve 2 filhos; e 1 deles era o pai de Isaías - Amoz; e o outro que era o mais velho, Amazias que foi o pai de Uzias (ou Azarias são o mesmo personagem). Por infelicidade o pai de Isaías nasceu depois do pai de Uzias, porque senão quem seria rei seria Isaías. Ele era príncipe; ele era de família monarca. Ele era neto de sua majestade. Ele era primo de sua majestade – Uzias. Ou seja, ISAÍAS ERA DO TRONCO DE DAVI, o Messias nasceu de sua linhagem, um profeta da linhagem davídica, consequentemente linhagem messiânica. Por isso ele profetiza tanto acerca do Messias, não só ele era profeta, mas a esposa também era profetiza.

Se tornou um escriba de confiança do palácio, e por isso tinha muitas informações do que estavam acontecendo no reino do norte e do sul, geopolítica e com uma cosmovisão precisa do que iria acontecer em sua geração. Isaías era contemporâneo de Oseias e Amós, que profetizaram para Israel – Reino de Israel – reino do Norte – Isaías e Miquéias profetizaram ao reino do Sul – Judá. Eles estavam confrontando o reino de Judá, enquanto Amós e Oséias estavam confrontando e declarando o juízo de Reino do norte, que viria da parte da Assíria cuja capital era Nínive. E já Isaías e Miquéias estavam alertando sobre o cativeiro Babilônico que estava vindo sobre o reino do norte. Ele não foi muito aceito na sua geração; muitos achavam que ele não era normal (alguns dizem que andou nu 3 anos; outros aceitam que ele só andou sem o manto profético.

Muitos não aceitavam Isaías com profeta da parte de Deus, porque suas profecias, suas previsões não se cumpriram na sua geração; foram aconteceu só depois de 700 anos; e por outro lado, ele profetiza no pretérito imperfeito – “Um menino nos nasceu, um Filho se nos deu; e o governo está sobre os seus ombros” – todo mundo olha para o palácio e não nasceu ninguém. Ele fala no futuro como presente. “Quem deu crédito à nossa pregação?” Ele está falando do Messias e seu sacrifício, mas seu povo estava achando que falava de si mesmo e iria acontecer 700 anos depois – Seu povo não compreendia, então não cria, não recebia;

Isaías é considerado um dos ministérios proféticos mais longo do AT, Ele profetizou por pelo menos 46 a 50 anos, durante o reinado de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias. Numa visão geopolítica, Isaías viu a Babilônia se levantar como um grande império e tomar não só Jerusalém, mas as nações circunvizinhas.

o chamado do profeta Isaías: numa experiência espiritual, através de uma visão, foi levado diante do trono de Deus, e um serafim toca seus lábios com uma tenaz tirada do fogo, e assim seu pecado e iniquidade foram tirados. Ele, então, responde afirmativamente ao chamado: Deus lhe revela que profetizaria ao povo de Judá, e que quanto mais ele falasse, mais o coração do povo se endureceria, pois estaria denunciando o pecado e juízo de Deus. Isaías 6:1-10.

Em todo o tempo Deus tem um remanescente. Deus está procurando homens e mulheres para ser uma voz profética nessa geração, que você responda afirmativamente ao chamado que o Espírito Santo continua clamando: “A quem enviarei e quem há de ir por nós?”

Claayton Nantes

46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page