top of page

BOLETIM 1037 - PATERNIDADE

Nº 1037 ANO XX 09 a 15 de agosto de 2020


O Antigo Testamento tem um vasto e enorme conteúdo de simbologias e tipologias que nos ajudam muito na explicação prática de uma mensagem para nossos dias, tanto é que ele é “sombra” das coisas que estão acontecendo. Ele nos traz um cardápio recheado de tipologias;

A riqueza do Antigo Testamento é incrível, cristofanias, tipologias, metáforas e simbologias são usadas principalmente por Jesus. Não é à toa que Jesus tinha por hábito usar a linguagem de parábolas, tipologias e metáforas.

E quando olhamos a história “Elias & Eliseu” fica ainda mais oportuna para os dias de hoje. Elias foi comissionado por Deus a confrontar toda idolatria e corrupção política; o ‘sistema de anticristo’ da sua geração. (1 Reis 17:1)

A Bíblia não apresenta uma biografia prévia, ele surge de uma terra insignificante e desconhecida Tisbé, dos moradores de Gileade.

Nada sabemos a respeito dos pais de Elias e como foi a sua infância; nem mesmo temos como identificar com precisão o seu local de nascimento. Nenhum arqueólogo conseguiu identificar com exatidão a localização de Tisbé.

Elias é a figura perfeita de uma geração pioneira, que não tem histórico profético, linhagem ministerial; o fato de não trazer biografia, genealogia, representa uma geração sem paternidade, já a geração Eliseu, além de se referir aos seus pais biológicos, vai contar com Elias um ‘pai espiritual’, representando uma geração que vai ser paternizada pelos profetas pioneiros que se levantaram.

Além do profeta Elias, nenhum outro profeta, seja antes ou depois dele, chegou perto de possuir o mesmo poder de Deus em sua vida como Elias; profeta este que deixou um legado para próxima geração. Eliseu teve um “pai espiritual” – ELIAS.

Não é à toa que Deus encerra o Antigo Testamento dizendo que “Elias virá primeiro”, antes do grande e terrível dia do Senhor para converter o coração dos pais aos filhos, e dos filhos aos pais.

Há glória na restauração, Deus está restaurando um manto apostólico para os pastores e ministros. Deus está restaurando uma geração que estava morta, uma geração que estava sem paternidade. Elias tem que reconhecer uma geração, “paternizar” uma geração.

Há um mistério muito grande na “transferência de MANTO, cobertura”.

O “manto de Jesus” não foi diferente. Marcos 6:56 – Seu manto trazia cura;

Os mantos trazem cura. Há pessoas enfermas que quando se colocam debaixo do ‘manto do pai’ receberão cura. Pessoas doentes, enfermas, iradas e magoadas umas com as outras quando se colocam debaixo do manto de autoridade paterna, receberão cura. Onde há paternidade há cura. Esta geração necessita de um resgate de paternidade, não podemos ter uma liderança como chefes, porque os chefes pensam em números e os pais pensam nas vidas. Nossas cidades necessitam pais espirituais que tragam cura a essa geração. As cidades não necessitam de chefes, a sociedade; esta geração, não precisa de chefes; por isso, todos estão brigados; mas quando há unidade, há paternidade, há cura; onde existem pais, existe cura.

Uma coisa é ter um manto e outra coisa é estar debaixo de um manto.

Israel não tinha manto, Israel tinha um Pai, e tinha que se colocar debaixo do manto do Pai.

Eliseu não tinha um manto, mas Eliseu teve um pai espiritual, e ele se colocou debaixo do manto do Pai Espiritual – Elias. O que define o manto é o coração paternal. Moisés foi pai para Josué; Samuel foi pai para Sua geração. Elias foi pai para Eliseu e Jesus é a revelação do Pai.

Uma coisa é funcionar com o manto, e outra coisa é estar debaixo do manto. Quanto você está debaixo do manto de um pai, a mesma unção que tem o manto terá você.

A paternidade sara, o CORPO DE CRISTO vai se curar debaixo do manto do pai, o que o Senhor está querendo nos dias de hoje é PATERNIDADE NA IGREJA, pessoas que tenham sentimento de pai, coração de pai para paternizar uma geração Eliseu, os que tocam no manto da paternidade recebem cura espiritual.

Deus está levantando PAIS para uma nova geração; essa nova geração; “Geração Eliseu” necessita paternidade.

Paternidade traz saúde. Paternidade traz cura. Jesus tinha o manto dado pelo Pai, e esse manto trazia cura as pessoas.

Eliseu trilhou o caminho de ser um filho, ele queria a porção dobrada do Espírito que estava em Elias, mas não foi Elias que deu a capacidade a Eliseu de realizar o dobro do que ele realizava, ele só podia dar o que tinha; foi Deus que deu a porção dobrada, mas de acordo com a lei, a porção dobrada era direito do filho primogênito que tinha direito ao dobro da herança que os outros, então quando Eliseu estava falando com Elias, ele estava falando como filho, e quando Elias foi arrebatado, Eliseu começou a gritar e a chorar: Meu pai, meu pai.

Nós precisamos de mais “pais espirituais” assim como precisamos de mais filhos também.

Ser um filho requer trabalho, fidelidade, obediência, submissão.

Ser um pai requer autoridade, disciplina, paciência e mais paciência. É uma relação de duas vias.

O segredo do sucesso do seu ministério, não é somente por causa de suas habilidades pessoais, mas é você ser um excelente filho espiritual, é um princípio muito importante, somente os filhos tem direito a herança, e isto não é para aqueles que trabalham, dois filhos na história do filho pródigo, o filho mais velho era tão perdido quanto o filho mais novo, ele era apenas um servo, um filho trabalhador, mas não tinha intimidade com o pai, e quando o filho mais novo voltou para casa ele descobriu algo que o filho mais velho nunca tinha descoberto ainda, a paternidade e o amor de um pai, e também o prazer de ser um filho amado, é por isso que o Espírito Santo hoje em dia está levantando o ensino bíblico e o discipulado, é alguém que ministra a palavra de Deus para você como um pai e uma mãe que lhe ensina o filho, para que você possa herdar o que o Senhor Jesus fez para você, Jesus só ministrou porque ele sempre foi um bom filho. Jesus diz: O filho não pode fazer nada por si mesmo, mas ele só faz se ele ver o pai fazendo primeiro, o grande segredo do ministério apostólico é ser um filho espiritual, e ter um pai espiritual, isto é um princípio muito grandioso, e Eliseu quando cruzou o caminho seguindo o seu mentor Elias, ele sabia que assim que Elias fosse arrebatado ainda tinha muita coisa a ser feita, muita coisa que Elias deixou inacabado, Deus levantou Elias para confrontar o pecado de Acabe e Jezabel, para chamar Israel de volta a Deus e para combater todos os falsos profetas, e também para ungir um novo rei em lugar de Acabe, mas durante o tempo da vida de Elias, apenas algumas destas coisas aconteceram, então Eliseu sabia que havia ainda muita coisa a ser feita, e você sabe que tem muita coisa a ser feita na igreja hoje ainda, 20 % da nação brasileira é cristã, 80% ainda não é, é um trabalho que ainda não terminou no Brasil e muito menos no mundo, então precisamos da unção de Deus para terminar.

Muitos não têm forças para sair de Jericó; muitos não conseguem deixar a terra das águas amargas e essas pessoas estão vivendo como escravos. Tem que se levantar uma “voz que clama no deserto”, passar pelas grandes cidades de morte, que tem bebido de águas envenenadas e transformar em águas potáveis; precisamos como Eliseu jogar “Sal na água” envenenada que esta geração está bebendo; ser o SAL DA TERRA, para que o verdadeiro evangelho seja restaurado e povo curado.

Deus tem poder de restaurar as águas da cidade, da nação, mas é preciso jogar o Sal do Senhor, jogar a verdade de Deus. Nós somos chamados a ser um purificador das águas das cidades, e que possamos jogar sal nas águas imundas para que elas possam ser saradas. Você não pode se calar, tem que falar.

O sal não pode ser insípido, e tem que ser colocado na medida certa.

Que tipo de água você tem bebido, em qual fonte você tem se alimentado?! Tua alma tem sido alimentada com água envenenada? Aí você estará dando passos largos rumo à morte, ao inferno. Deus te chamou para SER SAL DA TERRA – ELISEU, significa “Deus é a salvação”, nós somos a geração Eliseu – porque “Cristo em vós esperança da glória”. Precisamos estar nessa comunhão com o Deus Todo Poderoso.

Esse é o tempo em que você vai curar a fonte das águas para abençoar uma cidade. Aquilo que você carrega, debaixo de uma unção de paternidade vai sarar as águas que vai curar uma cidade, que vai curar uma geração – temos que curar as fontes.

O Senhor está clamando que essa geração se levante como “PAIS ESPIRITUAIS”, para sarar a nova geração para que o Evangelho do Reino seja pregado em toda a Terra. Que nesse dia dos pais, o Senhor venha restaurar a unção de Paternidade. Feliz dia dos Pais.

Claayton Nantes

8 visualizações0 comentário
bottom of page